História & Estórias

Archive for the ‘PowerPoint’ Category

Meninos de Todas as Cores e os Direitos da Criança

O Dia Mundial da Criança em Portugal é celebrado a 1 de Junho. A data é celebrada em vários países, contudo a data de comemoração difere de país para país.
As Nações Unidas aprovaram a 20 de Novembro de 1959 a Declaração dos Direitos da Criança. Estava-se num período pós 2ª Guerra Mundial, em 1945. Os países da Europa e Oriente , viviam uma grave crise económica e social. As populações destes países viviam muito mal, em especial as crianças. Muitas crianças ficaram órfãs, com muita fome, viviam em condições desumanas de sobrevivência, e muitas das que tinham ainda seus pais vivos foram obrigadas de ir trabalhar para contribuir para o sustento da família.
Foi quando em 1946, a ONU (Organização das Nações Unidas), procurou mudar esta situação, criou a UNICEF que é conhecida mundialmente pelo que faz pelas crianças em todo o mundo! Em 1950 a Federação Democrática Internacional das Mulheres, propos à ONU que se criasse um dia dedicado às crianças em todo o mundo. Este dia foi comemorado pela primeira vez em 1 de Junho de 1950. A ONU reconheceu desde então que qualquer criança, independentemente da raça, cor, sexo, o direito a:

    1. amor e compreensão;
    2. alimentação;
    3. cuidados médicos;
    4. educação ;
    5. protecção contra todas as formas de exploração;
    6. crescer num clima de Paz .

Clica aqui para veres um powerpoint sobre os Direitos da Criança Direitos_criança

Meninos de todas as cores

    Era uma vez um menino branco chamado Miguel, que vivia numa terra de meninos brancos e dizia:

      É bom ser branco
      porque é branco o açúcar, tão doce,
      porque é branco o leite, tão saboroso,
      porque é branca a neve, tão linda.

    Mas certo dia o menino partiu numa grande viagem e chegou a uma terra onde todos os meninos eram amarelos. Arranjou uma amiga chamada Flor de Lótus, que, como todos os meninos amarelos, dizia:

      É bom ser amarelo
      porque é amarelo o Sol
      e amarelo o girassol
      mais a areia da praia

    O menino branco meteu-se num barco para continuar a sua viagem e parou numa terra onde todos os meninos são pretos. Fez-se amigo de um pequeno caçador chamado Lumumba que, como os outros meninos pretos, dizia:

      É bom ser preto
      como a noite
      preto como as azeitonas
      preto como as estradas que nos levam para
      toda a parte.

    O menino branco entrou depois num avião, que só parou numa terra onde todos os meninos são vermelhos.
    Escolheu para brincar aos índios um menino chamado Pena de Águia. E o menino vermelho dizia:

      É bom ser vermelho
      da cor das fogueiras
      da cor das cerejas
      e da cor do sangue bem encarnado.

    O menino branco foi correndo mundo até uma terra onde todos os meninos são castanhos. Aí fazia corridas de camelo com um menino chamado Ali-Babá, que dizia:

      É bom ser castanho
      como a terra do chão
      os troncos das árvores
      é tão bom ser castanho como um chocolate.

    Quando o menino voltou à sua terra de meninos brancos, dizia:

      É bom ser branco como o açúcar
      amarelo como o Sol
      preto como as estradas
      vermelho como as fogueiras
      castanho da cor do chocolate.

    Enquanto, na escola, os meninos brancos pintavam em folhas brancas desenhos de meninos brancos, ele fazia grandes rodas com meninos sorridentes de todas as cores.
    Luísa Ducla Soares

    Anúncios

A Esolha É Sua


A Esolha É Sua

Numa democracia as eleições, são de fundamental importância, são um acto de cidadania, são um direito e um dever cívico, são uma forma de intervir e de expressar a sua opinião. Possibilitam a escolha de representantes e governantes que elaboram e executam leis que interferem directamente nas nossas vidas. Fazer más escolhas, eleger governantes que nos decepcionem, conduzem a situações irreversíveis. Quando assim acontece não há arrependimento que nos valha. Desta forma, precisamos dar mais valor à política, à campanha eleitoral e acompanharmos com atenção e crítica tudo que ocorre e é dito pelos políticos do nosso país.
O voto deve ser valorizado e ocorrer de forma consciente. Devemos votar em políticos com um passado limpo e com propostas voltadas para a melhoria de vida do povo português. A esolha é sua.
Não devemos esquecer que o voto, numa democracia, é uma conquista do povo e deve ser usado com critério e responsabilidade.
Hoje, para se votar em Portugal já não necessário o recenseamento. Com a alteração da Lei do Recenseamento Eleitoral todo o jovem de 17 anos que completar os 18 até ao dia da eleição está automaticamente inscrito.

Recebi por e-mail este PowerPoint que me deixou indignada e revoltada. Decidi partilhá-lo com vocês.

Clique – COMPARE

Liberdade


Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

Sophia de Mello Breyner Andresen

Clica que leres mais um belo poema a_liberdade_o_que_é

Amar…a poesia – Eugénio de Andrade

Os Amigos
Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só queria
partilhar
a sede de alegria —
por mais amarga.

Eugénio de Andrade, in “Coração do Dia”

PowerPointEUGENIO DE ANDRADE-poesias

Por Uma Vida Sem Violência

PowerPoint-Preludeau8Mars2
PowerPoint-Flores
violencia-domestica_trabalho-de-margarida-espinho1

A violência doméstica é um problema que atinge, muitas vezes de uma forma silenciosa, milhares de crianças, adolescentes, idosos e mulheres. A violência pode ser física, psicológica, verbal sexual…
Pelo menos uma em cada três mulheres no mundo é ou já foi espancada ou abusada sexualmente. As estatísticas não param por aí e mostram que, apesar de todos os avanços femininos na luta por seus direitos, ainda estamos longe do fim do patriarcalismo
Não consinta – Denuncie!

“<strong>Procure apoio junto da família, dos amigos, do médico de família;
Existem profissionais especializados para ajudar a resolver o seu problema;
Dê o primeiro passo;
Contacte as autoridades policiais;
Solicite informação e apoio jurídico;
Acredite em si – é possível recomeçar uma vida sem violência.
Dê a si e aos seus filhos uma oportunidade de serem felizes.

INFORMAR É PREVENIR
“Todos os seres Humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos.”
Declaração Universal dos Direitos do Homem (1949), Art.1.º
A Violência Doméstica é um atentado à dignidade do Ser Humano.
Violência Doméstica é definida como qualquer conduta ou omissão que inflija reiteradamente sofrimentos físicos, sexuais, psicológicos ou económicos, de modo directo ou indirecto, (por meio de ameaças, enganos, coação ou qualquer outro meio) a qualquer pessoa que habite no mesmo agregado familiar ou que não habitando, seja cônjuge ou companheiro ou ex-cônjuge ou ex-companheiro, ascendente ou descendente.
Tipos de Violência:
• Maus tratos físicos (pontapear, esbofetear, atirar coisas)
• Isolamento social (restrição do contacto com a família e amigos, proibir o acesso ao telefone, negar o acesso aos cuidados de saúde) ~
• Intimidação (por acções, por palavras, olhares)
• Maus tratos emocionais, verbais e psicológicos (acções ou afirmações que afectam a auto-estima da vítima e o seu sentido de auto-valorização)
• Ameaças (à integridade física, de prejuízos financeiros)
• Violência sexual (submeter a vítima a práticas sexuais contra a sua vontade)
• Controlo económico (negar o acesso ao dinheiro ou a outros recursos básicos, impedir a sua participação no emprego e educação)
A violência doméstica é um problema transversal, ocorrendo em diferentes contextos, independentemente de factores sociais, económicos, culturais, etários. Embora seja exercida na grande maioria sobre mulheres, atinge directa, ou indirectamente crianças, idosos e outras pessoas mais vulneráveis ou com deficiência física.
Apesar de algumas abordagens académicas chamarem a atenção para um aparente aumento das vítimas de sexo masculino, verifica-se uma prevalência esmagadora de vítimas do sexo feminino, bem como uma crescente exposição estatística de vítimas de escalões etários mais elevados.
(…)
VIOLENCIA DOMÉSTICA É CRIME
< (…)
Em 2007 a PSP registou 13.050 ocorrências de violência doméstica (um aumento de 1412 casos face ao ano de 2006), correspondendo a um aumento de 10,8%.
Na análise das situações de violência denunciada ou reportada pela PSP constata-se uma prevalência de vítimas do sexo feminino. (86% das vítimas são do sexo feminino e 14% do sexo masculino)
Foram identificadas 10.880 vítimas do sexo feminino e 1.722 do sexo masculino.
(…)
CONTACTOS ÚTEIS
Polícia de Segurança Pública – contacte a Esquadra da área da sua residência
Linha Nacional de Emergência Social (LNES) – 144
Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica – 8000 202 148
Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) – 707 20 00 77
UMAR – 21 886 70 96
Estrutura de Missão Contra a Violência Doméstica – 21 312 13 04
Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres – 21 798 30 00 (Lisboa) – 22 207 43 70 (Porto)
Associação de Mulheres Contra a Violência – 21 380 21 60
Associação Portuguesa de Mulheres Juristas – 21 759 44 99
Casa da mãe – Obra de promoção social do distrito de Coimbra – 239 82 76 66 / 96 366 7059
Serviço de Apoio à Mulher (Angra do Heroísmo) – 295 2178 60
Associação Presença Feminina (Funchal) – 291 7597 77
Fonte – Site da PSP

A Organização Mundial da Saúde (OMS), fez um estudo em que entrevistou 1.500 mulheres em países como Bangladesh, Brasil, Etiópia, Japão, Namíbia, Peru, Samoa, Sérvia, Tailândia e República Unida da Tanzânia. Destes, a Etiópia lidera o ranking da violência doméstica contra mulheres com 71%, e o Japão é o menos violento com 15%. O Brasil está entre os últimos no ranking.

Em países da União Européia, entre 20 e 25% das mulheres sofrem abuso dos parceiros. Nos Estados Unidos, 25%, apesar de pouquíssimos casos serem levados à polícia.

Exija respeito!
Não se cale denuncie! A violência doméstica é um crime.

O que é a História e a Geografia?

história1PowerPoint-História_Geografia
Infelizmente as férias acabaram! O ano lectivo começou, bem como os toques da campainha, a correria para as aulas, o vaivém de uma sala para outra. Sendo assim, já, conheci os meus "Gansos" do 5.º ano a quem deixo, aqui, um powerpoint sobre "O que é a História e a Geografia de Portugal?"
A todos um bom ano lectivo!

Sobrevivência do Professor

Recebi este PowerPoint que quero partilhar convosco.
PowerPoint Pedacinhos para nósprincipezinho8