História & Estórias

Archive for the ‘Escrever bem’ Category

LENDA DA FONTE DA MOURA ENCANTADA EM POESIA

Lenda da Fonte do Campelinho, em Numão

IMG_20170817_091011 (2)

A antiga aldeia de Numão
Que te convido a visitar
É um postal aprazível de inspiração!
O seu castelo majestoso e elevado
Leva-te numa viagem ao passado
Com reis e rainhas de maravilhar,unnamed
Com príncipes e princesas fantasiar
E lendas de mouras de encantar!
Conta a lenda que um homem havia,
Que por Filipe a gente o conhecia
Foi a Roma os papéis aviar
Para em Portugal poder casar.
Na cidade uma mulher encontrou
E três pães lhe deu e recomendou
P´ra as suas filhas poder entregar
Que de Zara, Cacina e Lira foram batizadas
E há muitos anos foram encantadas:
Cacina, na fonte de Santa Clara de Penedono, residia
Zara, na Fonte da Concelha de Longroiva, imergia
E Lira na Fonte do Campelinho, em Numão existia!
Como prémio p´las tarefas audaciosas
Recebeu um cinto com pedras preciosas.
Filipe de regresso a Portugal
Numa hospedagem ficou
A dona curiosa sem igual
Num pão pegou e encetou!
Um grito agudo ouviu,
O pão de sangue se alagou
Logo receosa no saco o pão o enfiou!
Em Penedono o pão deitou,
O nome de Cacina ele invocou,Cassima4
Surgiu na água e p´ro céu ela voou!
Após a Longroiva haver chegado
E o nome de Zara ter evocado
Apareceu e por encanto ela se libertou!
Em Numão feita a evocação
Lira chorosa e em comoção
Maldisse a sua sorte a infeliz
Por sempre ali ficar encantada
Por a estalageira ter metido o nariz
E sua perna direita ter sido cortada!
As pessoas antigas dizem escutar
Ela a encher as canelas do tear
E um cavaleiro por ali passar
Para com a moira encantada poder falar!
Para saberes se é verdade ou ficção
Vai à fonte do Campelinho em Numão
Verás uma ferradura na pedra como afirmação!

Fernand@maro

661b89_3be79c1c4b6a4d3ca38fa59784529775_mv2

Imagem

O ERRO NÃO MORA AQUI!

Nuvem de etiquetas