História & Estórias

O termo bullying tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma designação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimidação, humilhação e maltrato.
Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas.
É uma das formas de violência que mais cresce no mundo, principalmente em contexto escolar.
Além de um possível isolamento ou diminuição do rendimento escolar, as crianças e os adolescentes que passam por humilhações racistas, difamatórias ou separatistas podem apresentar doenças psicossomáticas e sofrer de algum tipo de trauma que influencie traços da personalidade. Em alguns casos extremos, o bullying chega a afectar o estado emocional do jovem de tal maneira que ele opte por soluções trágicas, como o suicídio.
Há diversos tipos de ataques desde os mais brandos até os que levam a violenta agressão física:
 Fazer comentários humilhantes sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe);
 Fazer comentários depreciativos sobre o local de moradia de alguém;
 Criticar sobre aparência pessoal(modo de vestir), orientação sexual, religião, etnia, incapacidades, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência;
 Fazer com que a vítima passe vergonha na frente de várias pessoas;
 Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade;
 Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada;
 Desvalorizar a vítima sem qualquer motivo;
 Espalhar rumores negativos sobre a vítima;
 Recusar em socializar-se com a vítima;
 Intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima.
Foi provado cientificamente que as crianças e adolescentes que sofreram de bullying se tornaram pessoas inseguras, com medo e com complexo de inferioridade.
Diante de tal problema, é necessário que, na busca da solução, a escola e a família se unam para o anular. É essencial estar a par do ambiente familiar e escolar, se dialogue com as crianças e adolescentes para combater possíveis discriminações e ensinar as crianças a lidarem e respeitarem as diferenças.
É importante que os pais conversem e perguntem aos filhos, se tornem mais próximos para os proteger.

Clica aqui para veres um vídeo sobre bulliyng. Bulliyng

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: