História & Estórias

Archive for the ‘Trabalhar em Grupo’ Category

Trabalhar em Grupo

TRABALHAR EM GRUPO
Deixo-te aqui alguns conselhos para que possas rentabilizar ao máximo o teu trabalho em grupo.
. Sê paciente – procura expor os teus pontos de vista com moderação e tenta ouvir os outros. Respeita sempre a opinião dos outros, mesmo que não estejas de acordo com elas.
. Aceita as ideias dos outros – nem sempre estamos receptivos a aceitar ideias novas ou admitir que não temos razão. É importante saber reconhecer que a ideia de um colega pode ser melhor do que a nossa.
. Não critiques os colegas – por vezes surgem conflitos entre os colegas de grupo. Não deixes que isso aconteça e que interfira com teu / vosso trabalho. Critica as ideias, nunca a pessoa.
. Sabe dividir – é importante dividir tarefas. Partilhar responsabilidades e informação é fundamental.
. Trabalha – não é por trabalhar em grupo que deves descuidar as tuas obrigações. Dividir tarefas é uma coisa, deixar de trabalhar é outra diferente.
. Sê participativo e solidário – procura dar o teu melhor e ajudar os teus colegas, sempre que seja necessário.
. Dialoga – se existir alguma situação que não te agrade, é importante que a expliques para que se possa encontrar uma solução de compromisso, que agrade a todos.
. Planifica – quando várias pessoas trabalham em conjunto, é natural que se dispersem; planificar e organizar são ferramentas importantes para que o trabalho de grupo seja eficiente e eficaz.
. Evita cair no “Pensamento do Grupo– ao longo do trabalho o grupo torna-se coeso e homogéneo, existe a possibilidade de se tornar resistente a mudanças e a opiniões discordantes. É importante que o grupo ouça opiniões externas e as aceite.
. Aproveita – o trabalho de grupo é uma oportunidade de conviver mais de perto com os teus colegas e também de aprender com eles.
Segue estes conselhos e verás que é muito fácil e divertido trabalhar em grupo.

O Problema de Um é Problema de Todos!

ani_063Recebi, por correio electrónico, esta excelente fábula que quero partilhar com vocês. É óptima para ser aplicada, principalmente, em grupos de trabalho, porque, embora, o trabalho individual seja necessário, a maior parte das realizações do Homem resultaram do trabalho em grupo.
“Nós aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas ainda não aprendemos a conviver como irmãos”.

Espírito de Equipa
Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa
abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que haveria ali.
Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.
Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:
- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa !!
A galinha disse:
- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema
para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.
O rato foi até o porco e disse:
- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira !
- Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa
fazer, a não ser orar. Fique tranqüilo que o Sr. Será lembrado nas minhas orações.
O rato dirigiu-se à vaca. E ela lhe disse:
- O que ? Uma ratoeira ? Por acaso estou em perigo? Acho que não !
Então o rato voltou para casa abatido, para encarar a ratoeira.
Naquela noite ouviu-se um barulho, como o da ratoeira pegando sua vítima.
A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.
No escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra
venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre.
Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que
uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal.
Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la.
Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco.
A mulher não melhorou e acabou morrendo.
Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.

Moral da História:
Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que quando há uma ratoeira na casa, toda fazenda corre risco.
O problema de um é problema de todos!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 392 outros seguidores